// ARTE & CONSEQUÊNCIAS DA INVENTIVIDADE

um porquê

 

O título dessa página é capaz de sintetizar tudo aquilo de mais importante e grandioso que nós esperamos da vida (e que ela espera de nós). Você já se perguntou se existe “um porquê” de você estar aqui nesse mundo? Já parou pra pensar se possui de fato uma missão a seguir?

Prazer, me chamo Everton Giacometti, tento ser sou um profissional criativo, infp, dependente de música, ligado na cultura retrô, fotografia, colecionismos, cinema, arte (e o que não é?), apaixonado pela estética da vida, aspirante a empreendedor… hmmm… Ah! E sou designer. Sim… Designer gráfico. E não precisa sentir pena.

Eu acredito que ser designer é uma condição, um estado de espírito. O design não deve jamais ser reduzido a uma simples profissão. A visão que tenho? Design é sentido, é pensado, é lapidado, possui sempre um propósito, uma função. Se pudesse – despretensioso – resumí-lo, diria que é no mínimo, um dos pilares de uma misteriosa e inestimável estrutura chamada Arte.

E falando em arte e seus desdobramentos, seria pecado não citar aquela energia quase densa que não se pode descrever ou simplesmente engarrafar: a criatividade. Sim, é ela que guia o tudo e o todo. Não há ente mais complexo e magnifíco do que algo que foi antes de tudo construído na mente, imaginado, e que hoje faz parte de um cotidiano, seja de natureza puramente artística ou um facilitador para a vida humana. E se você ainda não percebeu, tudo surge a partir da criatividade. Tudo.
 
 

Criatividade é inovação, é liberdade e é acessível, lembre-se. É como o coração,
todos nós possuímos. Uns utilizam mais, outros menos (rs).

 
 

Toda essa introdução filosófica é obrigatória para que eu possa falar sobre o que me inspira, o que me move. O Projeto Gênio Criativo faz parte de “um porquê”. O meu.

Creio que todos nós fomos feitos para fazer e ser a diferença, e isso não é só uma frase de efeito usada por coaches e livros de auto-ajuda, mas sim, nosso grande objetivo posto numa expressão. No meu caso, espero conseguir extrair, com muita humildade, alguns diferenciais criativos da minha experiência na área de design, publicidade, web, experiências pessoais e até mesmo algumas iniciativas empreendedoras e transmitir esse conhecimento, ainda que pequeno, na expectativa de que alguém aprenda algo com tudo isso e principalmente que eu continue aprendendo, evoluindo, enquanto toco esse projeto já intencionado em se tornar algo muito maior.
 
 

Um gênio criativo não pode ser treinado. Não existem escolas para a criatividade. Um gênio é precisamente um homem
que desafia todas as escolas e regras, que se desvia dos caminhos tradicionais da rotina e abre novos caminhos
através de terras inacessíveis antes. Um gênio é sempre um professor, nunca um aluno; ele é sempre feito por si mesmo.”
(Ludwig von Mises)